Alexandre Citvaras, da Orizon (ORVR3), é um dos participantes do Small Caps Summit

Karin Barros
Jornalista com atuação nos dois principais jornais impressos da Grande Florianópolis por quase 10 anos. Costumo dizer que sou viciada em informação, por isso me encantei com a economia, que une tudo de alguma forma sempre. Atualmente também vivo intensamente o mundo da assessoria de imprensa e do PR.
1

Crédito: Reprodução Linkedin pessoal

O executivo Alexandre Citvaras, diretor de Novos Negócios da Orizon Valorização de Resíduos (ORVR3), participa Small Caps Summit. O evento ocorre nos próximos dias 27 e 28 de julho, 100% online e gratuito. 

O cargo do executivo foi recém-criado na empresa que é novata na B3, estreando em fevereiro deste ano.

Simule seus investimentos com um especialista e confira as melhores opções de acordo com seu perfil

A Orizon trabalha com tratamento e valorização de resíduos que acredita no desenvolvimento sustentável das cidades. Além disso, investe constantemente em inovação e tecnologia para gerar energia limpa, desenvolver a economia circular e proteger o meio ambiente e a saúde da população.

Se você quer conhecer mais sobre as small caps do setor financeiro, inscreva-se no Small Caps Summit, clicando aqui!

Trajetória

Citvaras tem mais de 20 anos de experiência nos setores de meio ambiente, saneamento, resíduos sólidos urbanos e energia renovável em empresas nacionais e multinacionais.

É graduado em Engenharia Civil pela Unicamp, se especializou durante sua carreira na gestão e desenvolvimento de negócios nas áreas de meio ambiente, resíduos sólidos e energia renovável.

Durante sua trajetória, ocupou cargos de diretoria em grandes empresas, bem como a função de consultor por 10 anos.

Diretor de Novos Negócios

O executivo retornou à empresa Orizon depois de passagens recentes pela Veolia Brasil e InterCement.

No novo cargo, Alexandre Citvaras terá a missão de ampliar e desenvolver novos projetos ligados às atividades de geração de energia, industrialização e destinação de resíduos sólidos com investimento em inovação tecnológica.

Após o IPO do grupo, ele chega para colaborar com o crescimento de suas atividades dentro de um forte plano de metas.

Neste projeto, ele é responsável pela prospecção, análise e viabilização de M&As, Projetos de Valorização de Resíduos (Recicláveis, CDR, Energia, etc…), Projetos Green Fields de Novos Aterros e Operações de Tratamento e pelo desenvolvimento e participação em Concessões e PPPs.

Projeto audacioso

Uma de suas conquistas mais recentes foi o acordo com a Stadler para tratar 500 mil toneladas de resíduos ao ano no Brasil, mas especificamente no ecoparque de Joboatão dos Guararapes, em Pernambuco.

De acordo com a revista Meio Ambiente Industrial, Citvaras colocou que o “maior desafio foi conceber um processo de triagem com tecnologia comprovada que agregasse mais eficiência ao tratamento de resíduos ao ecoparque de Jaboatão dos Guararapes. Com esse maquinário, será possível atingirmos uma eficiência de separação entre 75% a 85% do material reciclável economicamente viável. É um avanço em nossas operações, que ganham em produtividade, além do destaque ambiental pelo fato dos materiais retornarem à cadeia produtiva, contribuindo para o conceito de economia circular”.

Se quiser conhecer mais sobre a história da Orizon, é simples. Basta se inscrever na próxima edição da Small Caps Summit. É rápido, grátis e 100% online.

Cases da Bolsa

Aprenda análise fundamentalista de ações na prática, com maiores cases já criados na B3