Ala do DEM defende que Tereza Cristina, ministra da Agricultura, deixe o cargo

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução/Facebook

Com o pedido de demissão de Sérgio Moro, na sexta-feira (24), dentro do DEM cresceu uma ala a qual defende a saída da ministra Tereza Cristina. Responsável pelo Ministério da Agricultura, no atual governo Bolsonaro. As informações são da Folha Press.

De acordo com a avaliação feita pelos integrantes da cúpula do DEM, a ministra é considerada uma das estrelas do governo. Por isso, deve deixar o cargo antes que seja atrelada às notícias negativas, referentes ao presidente Jair Bolsonaro. 

Os integrantes citam as acusações que Moro fez ao pedir demissão, em que o presidente teria mostrado interesse em interferir no trabalho da Polícia Federal.

Recentemente a ministra Tereza Cristina, tem sido alvo de ataques por bolsonaristas. Devido a ser do mesmo partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). O qual, o próprio presidente Bolsonaro define como um adversário na realização de seu trabalho. 

Em relação aos ataques dos apoiadores de Bolsonaro, a própria ministra Tereza Cristina já comentou estar incomodada a seus colegas.

DEM avalia a saída da ministra

Recentemente a ministra foi a responsável por manter o diálogo com a China. Após críticas, do filho do presidente Eduardo Bolsonaro ao país devido ao coronavírus. A China é o principal país que consome os produtos do agronegócio brasileiro.

Diante da crise do governo, os integrantes do DEM estão avaliando que não são pequenas as chances da ministra pedir também sua demissão.

Alguns dirigentes do DEM comentaram, que Tereza Cristina assumiu o ministério sem ser uma indicação do partido. Por isso, o partido não deve condicionar sua permanência na legenda ao sair do cargo.

Mas, do mesmo modo esses dirigentes consideram que é necessário preservar a imagem da ministra. Para que seja afastada a figura do DEM do governo, quando fosse realizado o pedido de demissão. Esta atitude é defendida por muitos aliados de Maia, segundo as informações da Folha Press.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Em relação a posição da ministra, Tereza Cristina considerou que teve que aumentar seus esforços nas exportações do Brasil. Devido a sabotagem da ala ideológica de Bolsonaro, que atacou a China. Como as falas do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro. 

Tereza se queixou sobre a situação a Jair Bolsonaro, comentando que o que foi dito aos chineses estava prejudicando sua atuação nos negócios.

Os aliados da ministra recomendaram que ela não deve aturar a situação por muito tempo, tendo como exemplo o caso do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.