Air Italy suspende voos e anuncia liquidação

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Reprodução/Wikimedia

Segunda maior companhia aérea da Itália, a Air Italy anunciou, nesta terça-feira (11), a suspensão temporária dos voos e a “liquidação in bonis” da empresa.

Roberto Spada, presidente da companhia, alegou à Agência Ansa que a decisão foi tomada pensando na segurança de funcionários e clientes.

“Por motivos de segurança e proteção tanto dos funcionários quanto dos passageiros, a partir de hoje vigora a suspensão técnica dos voos”.

Em comunicado oficial distribuído à imprensa, a Air Italy confirmou que manterá a agenda de voos somente até o dia 25 de fevereiro, mas não causará prejuízos aos clientes que já compraram passagens para datas posteriores.

Acionistas

Acionistas da companhia fundada em 1963 e com sede na Sardenha, a Alisarda, que possui 51% das ações, e a Qatar Airways, dona de 49%, acumularam perdas de quase 400 milhões de euros apenas nos últimos dois anos e, por isso, aceitaram a determinação do presidente.

Paola de Micheli, ministra dos Transportes da Itália, por sua vez, não se mostrou satisfeita com a notícia que decretou o fim das atividades da companhia aérea e afirmou que espera a revisão da decisão.

“Não é aceitável a decisão de liquidar uma empresa de tamanha dimensão sem informar previamente o governo e sem avaliar seriamente as alternativas”, bradou, à Ansa.

“Portanto, espero que a Air Italy suspensa a deliberação até um encontro em que encontro que já tentaremos fazer nas próximas horas”, completou.


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374