Agronegócio: soja e açúcar puxam alta de 7,8% em agosto ante 2019

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução / CEPEA

As exportações de soja e de açúcar foram as principais responsáveis pela alta do agronegócio brasileiro em agosto, segundo o Ministério da Agricultura.

Os dados divulgados na sexta-feira (11) pelo Mapa e publicados pela Reuters apontaram que o total das exportações no mês bateram R$ 8,91 bilhões, alta de 7,8% em relação a agosto de 2019.

A receita ficou um pouco abaixo da obtida no mês de julho de 2020, quando bateu US$ 10 bilhões.

Confira principais Ações para investir em Outubro

Em relação ao volume embarcado, o aumento na comparação com o mesmo mês do ano passado foi ainda maior, chegando a 16,5%.

O levantamento da pasta apontou ainda que o agronegócio representou mais de 50% das exportações totais do País no mês de agosto.

Números da soja e do açúcar

As exportações de soja pelo Brasil em agosto tiveram 25,1% de alta em relação ao mesmo mês do ano passado, somando US$ 2,21 bilhões.

A China foi a principal compradora do grão brasileiro, importando 75% do total embarcado pelo País e desembolsando US$ 1,65 bilhão pela oleaginosa.

O país asiático, inclusive, comprou 30% a mais de produtos agro do Brasil em agosto de 2020 do que no mesmo mês do ano passado, totalizando US$ 2,7 bilhões à balança comercial do País no mês.

O Brasil aproveitou a queda de produção de açúcar nos mercados da Índia e da Tailândia e emplacou a exportação com alta de 107% em relação ao ano passado.

Importações do agronegócio caem no período

Em contraste com as altas registradas nas exportações, as importações de produtos agropecuários estiveram em baixa no mês de agosto.

Segundo o Ministério da Agricultura, o total importado caiu 17,3%, passando de US$ 1,1 bilhão para US$ 912 milhões.

Como resultado, o saldo da balança comercial de agosto ficou em US$ 7,1 bilhões.

Leia também: Plano Safra 2020/21 supera em 50% o do ano passado