Agronegócio: exportação chegou a US$ 6,5 bi em fevereiro, segundo CNA

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Agência Brasil

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou nesta terça (16) os números positivos da exportação do Agronegócio no Brasil em fevereiro.

De acordo com o órgão, a soma total no período chegou a US$ 6,5 bilhões, o que representa uma alta de 2,8% em comparação com o mesmo mês de 2020 – período em que ainda não havia a pandemia no País.

No acumulado dos dois primeiros meses de 2021 o setor de exportação totalizou US$ 12,1 bilhões, enquanto o superávit comercial foi de US$ 5,2 bi no mês passado.

Operar Vendido, Shoppings, Tendências e muito mais, confira a agenda de hoje no FII Summit

O líder em exportação

O Ministério da Economia divulgou que o principal produto no quesito exportação foi a soja em grãos, com 17,5% da receita total – US$ 1,1 bilhão.

A carne de frango in natura veio na segunda posição, com queda de 6,9% em relação a 2020, e um total de US$ 488 milhões.

Os aumentos mais significativos de acordo com o relatório da CNA, no comparativo com fevereiro de 2020, foram os seguintes: milho (158,2%), totalizando US$ 172 milhões em 2021, açúcar refinado (95,0%), com soma de US$ 133,8 milhões, e o farejo de soja, que registrou elevação de 82,3%.

Os principais destinos das exportações foram a China, com 26%, seguida pela União Europeia (16,5% e Estados Unidos (8,1%).

Os mercados que mais cresceram no período, novamente no recorte comparativo com o mesmo mês do ano passado, foram a Indonésia (110,9%) e a Turquia (44,1%).

Agronegócio: US$ 1 trilhão em 2021

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o setor do Agronegócio deve faturar R$ 1,032 trilhão até dezembro de 2021.

De acordo com nota emitida pelo órgão, o ano fechará com o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) 12,1% acima do obtido em 2020.

Até o momento, a agricultura gerou R$ 708,3 bilhões, com o aumento real de 15,4%, e a pecuária, R$ 323,9 bilhões, com alta de 5,4% em relação ao ano passado, de acordo com o Ministério.

“Neste ano, houve investimento acentuado em tecnologia e na incorporação de novas áreas, como mostram os dados levantados pela Conab (2021). Ambas contribuíram para os resultados obtidos”, explicou a Secretaria de Política Agrícola do órgão, em nota oficial.