AGRO3, ARZZ3, LREN3, DTEX3 e JHSF3 adicionaram mais valor aos acionistas

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Na semana em que o Ibovespa subiu 3,1%, a consultoria Mz Insight relacionou, entre 26 junho e 03 de julho, as companhias que mais adicionaram valor aos acionistas.

Os destaques positivos da semana foram BrasilAgro (AGRO3), Arezzo (ARZZ3), Renner (LREN3), Duratex (DTEX3) e JHSF (JHSF3).

Conforme a Mz Insight, essas ações tiveram grande redução dos respectivos gaps de Valor iQ (GViQ). Ou seja, adicionaram mais valor aos seus acionistas.

Pare de desperdiçar tempo e dinheiro na poupança. Aprenda agora como investir R$ 100 mil com segurança e alta performance

Na semana anterior os destaques foram Even (EVEN3), Banco Inter (BIDI4), Eneva (ENEV3), Gerdau (GGBR4) e Cogna (COGN3).

Adição e redução de valor aos Acionistas

Foram os destaques positivos (GViQ) dessa semana as empresas  Sinqia (+15,7pp), BrasilAgro (+14,2pp), Arezzo (+11,6pp), Renner (+11,3pp), Duratex (+10,9pp), Marisa (+10,4pp), Grendene (+10,2pp), JHSF (+10,1pp), Cosan (+8,2pp) e Banco Inter (+8,1pp)

Enquanto as seguintes tiveram destaques negativos no período: Mitre (-17,4pp), Telefônica (-14,6pp), Equatorial (-14,1pp), Omega (-13,3pp), Yduqs (-12,2pp), Energisa (-10,7pp), Taesa (-10,5pp), Rumo (-8,9pp), Suzano (-7,6pp) e Even (-6,6pp).

Quatro empresas merecem destaque nessa semana pelo crescimento significativo do seu IViQ: Sinqia (+67%), Moura Dubeux (+65%), Dimed/Panvel (+52%) e Wilson Sons (+39%).

Já em termos de crescimento do market cap os destaques foram: JHSF (+34%), Moura Dubeux (+29%), Sinqia (+26%) e Dimed/Panvel (+24%).

Setores

Os segmentos que mais ganharam do Ibov (+3,1%) nessa semana foram Real Estate Média-Alta (+13,7pp), Real Estate Econômico (+7,7pp), Tecnologia (+7,4pp) e Educação (+5,8pp).

Enquanto os que mais sofreram foram Saúde (-4,8pp), Seguros (-4,4pp), Mineração & Metais (-3,2pp) e Papel & Celulose (-2,6pp).

De acordo com a consultoria, os setores que se destacaram no período foram:

Vestuário & Calçados

A Alpargatas segue na liderança do segmento com o maior IViQ (28,99), um decréscimo de -19% em relação a 26 de junho, enquanto seu market cap cresceu 1,6% (para R$ 15,8 bilhões), aquém -1,5% em relação a evolução do Ibov (+3,1%).

As demais empresas do setor superaram a Alpargatas em adição de valor aos acionistas, e reduziram os respectivos GViQ em relação à empresa-estrela, com as diminuições mais relevantes para Arezzo (11,6 pp), Renner (11,3 pp) e Marisa (10,4 pp).

Atualmente, o setor de Vestuário & Calçados tem um valor de R$42,7 bilhões em potencial de valor de mercado. Esse montante é equivalente a 54% do total corrente das 11 empresas integrantes.

O conjunto dessas companhias perdeu -1,2 pp em relação ao desempenho do Ibov (+3,1%) no período.

Properties & Shoppings

A São Carlos é o destaque do segmento com o maior IViQ (1,94), um crescimento +2,1%. Mas seu market cap cresceu 1,0% (para R$2,2 bilhões), aquém -2,1% em relação a evolução do Ibov (+3,1%).

Todas as demais empresas desse segmento superaram a São Carlos em adição de valor aos acionistas, e reduziram os respectivos GViQ em relação à empresa-estrela. As diminuições mais relevantes foram Multiplan (7,3pp), CCP (6,9pp) e LOG CP (6,4pp).

O setor de Properties & Shoppings tem um montante de R$ 17,8 bilhões em potencial de valor de mercado. A cifra representa 37% do total corrente das 8 empresas integrantes.

O conjunto dessas companhias ganhou +3 pp em relação ao desempenho do Ibov (+3,1%) no período.

AGRO3, TIMP3, ENEV3, DTEX3

Nessa semana, BrasilAgro, Duratex, TIM e Eneva assumiram a posição de empresa-estrela nos respectivos segmentos.

O gráfico radar posiciona as 165 empresas agrupadas em 23 setores. As companhias-estrela, que possuem o maior IViQ, encontram-se na linha de 100% do seu market cap potencial.

As demais companhias estão localizadas em suas respectivas percentagens potenciais de seus market caps.