Agenda da semana tem super quarta com Copom e FOMC

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A agenda da semana que se inicia terá a chamada Super Quarta. Isto porque o Comitê de Política Monetária (Copom) e o Federal Reserve definem suas novas taxas básicas de juros da economia.

Aqui as atenções são para a nova Selic, que deve ir a 6,25% na projeção do mercado. Nos EUA, são esperados indícios de quando terá início a retirada de estímulos da economia.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

No Brasil, particularmente, o cenário político ainda demanda atenção e pode mexer com os mercados.

Agenda da semana: Selic e IPCA-15 

Nos próximos dias, ocorrem a divulgação da nova taxa Selic.

O mercado projetava antes uma variação maior que 1 ponto percentual. Mas em evento do BTG Pactual (BPAC11), um dia antes de iniciar o período de silêncio pré-Copom, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto deu uma declaração que fez todo mundo pisar no freio e voltar a apostar no 1 ponto porcentual prometido desde a última ata do Copom, de agosto.

Na semana, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de agosto apontou alta de 0,87% na base mensal, acima da projeção de 0,71%, sendo a maior variação para este mês desde 2002.

Para o mercado, cuja percepção é captada toda semana via Boletim Focus, do Banco Central, a taxa de juros deve fechar o ano em 7,63%.

Reunião do FOMC

Também estará no radar do mercado para esta semana, a reunião do FOMC, dos Estados Unidos. Na quarta-feira (22) também sai a nova taxa de juros da economia norte-americana.

A expectativa é que o discurso do presidente do FED, Jerome Powell, dê alguma sinalização sobre o tapering.

O mercado acompanha, ansioso, por informações quanto ao início do tapering (retirada de estímulos), que deve começar no final do ano.

As vendas no varejo surpreendendo positivamente e os pedidos de seguro-desemprego levemente acima do esperado nos EUA aumentam as expectativas para a reunião do Fed, que acontece terça e quarta.

Veja a agenda da semana com os principais indicadores:

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Segunda-feira, 20 de setembro

  • Boletim Focus Brasil, 8h23

Terça-feira, 21 de setembro

  • Licenças de construção dos EUA, 9h30
  • Taxa preferencial de empréstimo, China – 22h30
  • Reunião Copom, primeiro dia
  • Reunião do Fed, primeiro dia

Quarta-feira, 22 de setembro

  • Vendas de casas usadas, EUA – 11h
  • Estoques de petróleo bruto, EUA – 11h30
  • Declaração do FOMC, EUA – 15h
  • Discurso Jerome Powell, EUA – 15h30
  • Reunião Copom, divulgação Selic – 18h-18h30

Quinta-feira, 23 de setembro

  • PMI Industrial, Alemanha – 4h30
  • PMI industrial do Reino Unido – 5h30
  • Taxa de juros Reino Unido – 8h
  • Pedidos de seguro desemprego, EUA – 9h30
  • IPC-S, FGV/Ibre

Sexta-feira, 24 de setembro

  • Índice Ifo de Clima de Negócios, Alemanha – 5h
  • Vendas de casas novas, EUA – 11h
  • IPCA-15, IBGE, 9h
  • IPC-S Capitais, FGV/Ibre, 8h
  • Sondagem do Consumidor, FGV/Ibre – Setembro/2021, 8h
  • Sondagem da Construção, FGV/Ibre – Setembro/2021, 8h