África do Sul planeja elevar tarifas para frango do Brasil e EUA

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Pixabay

A África do Sul confirma que pretende aumentar as tarifas de importação sobre aves dos EUA e do Brasil. A medida visa proteger os produtores locais do país, que vêm enfrentando dificuldades para competir com a proteína importada.

No final de 2019, o ministro do Comércio e Indústria, Ebrahim Patel já havia concordado com o aumento das taxas de importação, contudo o projeto ainda não foi oficializado. No entanto, de acordo com Izaak Breitenbach, gerente geral da associação de aves da África do Sul, isso deve acontecer em breve. 

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Conforme declaração de Breitenbach, a competição com outros países é desleal, resultando em perdas anuais de 6,5 bilhões de rands (436 milhões de dólares) para a indústria local. As informações são da Bloomberg.

Em 2018, foram 383.000 toneladas de frango importadas pela África do Sul. Isso representa cerca de 19% da oferta total no mercado.

A associação de aves da África do Sul propôs um aumento nas tarifas de pedaços de frango congelado com osso de 37% de 82%. Já para os cortes de frango sem osso congelados o aumento passaria de 12% para 82%. No entanto, o governo ainda avalia a proposta.

Na União Europeia, as novas tarifas não serão aplicadas devido a um acordo de livre comércio entre a região e a África do Sul. 

 

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo