Aeris, fabricante de pás para aerogeradores, faz pedido de IPO

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Aeris

A Aeris Indústria e Comércio de Equipamentos para Geração de Energia protocolou pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

A companhia realizará oferta primária (emissão de novas ações) e secundária (venda de ações dos atuais acionistas) de ações.

Conforme a Aeris, o montante levantado na oferta primará será destinado à expansão da capacidade produtiva da empresa e à modernização das atuais instalações fabris e dos processos de apoio à produção.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Os coordenadores da oferta serão o BTG Pactual, a XP Investimentos, o Morgan Stanley, Santander, o Citigroup Global e o Banco Safra.

Aeris

A Aeris é um dos principais produtores brasileiros e globais de pás para aerogeradores para os principais fabricantes mundiais de turbinas produtoras de energia eólica (OEM).

A Companhia possui duas unidades industriais com capacidade de produção anual total de mais de 4.000 mil pás
em 2020, sendo que a partir de 2018 começou a exportar grande parte da sua produção.

Em seus 10 anos de operação, a Aeris apresentou forte histórico de execução, atendendo nacional e internacionalmente os principais fabricantes de turbinas eólicas do mundo.

Dentre os quatro maiores fabricantes globais, excluindo o mercado chinês, a companhia possui relacionamento com todos.

A Aeris atingiu expressivos 68% de participação do mercado nacional, considerando os projetos eólicos já contratados para os próximos anos, e aproximadamente 7% de market share global, desconsiderando o mercado chinês.

Composição acionária

O capital social da Aeris é de R$ 37,3 milhões dividido em 615.828.842 ações ordinárias.

O principal acionista é o Alexandre Funari Negrão, com 70,29% das ações da companhia. Seguido de Vera Sarnes Negrão e Alexandre Sarnes Negrão, com 4,95% cada um.

Lucratividade da Aeris

O lucro líquido foi de R$ 88,7 milhões em 2019, contra R$ 116,6 milhões de 2018.

O Ebtida alcançou R$ 167,2 milhões em 2019, ante R$ 196,7 milhões de 2018.

A receita líquida atingiu R$ 861,2 milhões em 2019 e R$ 681,7 milhões em 2018.

A margem Ebtida atingiu 20% em 2019, ante 30,3% em 2018.