Prévia do payroll, ADP aponta 374 mil vagas nos EUA em agosto, bem abaixo da projeção

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Flickr

Na manhã desta quarta-feira (41) foi divulgada a pesquisa ADP/Moody’s, considerada uma prévia do payroll (folha de pagamentos oficial americana, que será divulgada na sexta, dia 3). A diferença é que a ADP não contabiliza os cargos públicos.

Foram criadas em agosto 374 mil vagas, ante 326 mil de julho. A previsão era pela geração de 613 mil postos de trabalho.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Segundo Nela Richardson, economista-chefe da ADP, houve queda no número de novas contratações, após expressivo crescimento do emprego a partir do primeiro semestre do ano.

“Apesar da desaceleração, os ganhos de empregos estão próximos de 4 milhões este ano, mas ainda 7 milhões de empregos abaixo dos níveis pré-Covid”, afirma.

O setor de serviços segue liderando a geração de vagas, embora a variante delta ainda traga incertezas para o setor.

Serviços responderam pela criação de 329 mil vagas, enquanto a indústria, por 45 mil.

As grandes empresas geraram 138 mil postos de trabalho, enquanto as médias (com até 499 empregados), 149 mil, e as pequenas (com até 49 empregados), 86 mil.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

Geração de vagas no setor privado: evolução mês a mês

ADP

Reprodução/ADP