Acordo entre EUA e Brasil é pano de fundo para leilão do 5G; veja mais notícias

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Por trás dos entendimentos construídos para facilitar o comércio bilateral entre Brasil e EUA, está o interesse dos americanos no leilão 5G de telefonia celular no Brasil, segundo reportagem do Valor.

O objetivo dos EUA é barrar as companhias chinesas do leilão de 5G no Brasil.

O Estadão reporta que o conselheiro de Segurança dos EUA, Robert O’Brien, alertou, em evento com empresários, que se o país fechar com a Huawei, chineses poderiam conseguir “decifrar” dados do governo e de companhias.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Brasil e EUA fecham primeiro passo para futuro acordo de livre-comércio

Brasil e EUA firmaram um pacote comercial que tem o objetivo de facilitar o comércio entre os países, desburocratizar a regulação e reduzir a corrupção. Com informações do Estadão.

“É um sinal muito positivo para um acordo mais amplo entre EUA e Brasil e que, em última instância, pode levar a acordo de livre-comércio entre os dois países. Queremos fazer isso passo a passo, ter certeza de que o acordo é ótimo para o Brasil e ótimo para os estados unidos”, disse nesta segunda-feira o conselheiro de Segurança dos Estados Unidos, Robert O’Brien, após encontro na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Ações trabalhistas ligadas ao home office cresce durante pandemia

As ações trabalhistas sobre questões do home office saltaram 270% durante o auge da pandemia de coronavírus no país, de acordo com reportagem do Estadão.

Como o número de empresas adotando o teletrabalho vem aumentando neste ano, deputados iniciaram discussões sobre projetos para tratar das condições que precisam ser cumpridas por trabalhadores e empregadores.

Sabatina a jato nomeia 16 para agências reguladoras

O Senado aprovou nesta segunda-feira (19) 16 nomeações para cargos e diretoria de agências reguladoras. Assim, foram gastos em média 30 minutos para que os parlamentares avaliassem o currículo de cada indicado, fizessem seus questionamentos, obtivessem as respostas e dessem seu voto. As informações são do Estadão.

Todas as indicações foram feitas pelo presidente Jair Bolsonaro.

CBS elevará a carga tributária

O Ministério da Economia estima que unificação de PIS e Cofins no novo tributo CBS (Contribuição sobre Bens e Serviços ) arrecade mais em proporção ao PIB (Produto Interno Bruto) do que o montante recolhido pelas duas taxas em 2019 e também na média dos cinco anos anteriores, conforme reportagem da Folha S.Paulo.

O texto enviado pela equipe econômica ao Congresso prevê que a arrecadação deve ficar em 4,38% do PIB de 2021 a 2023.

O PIS / Pasep e Cofins, que seriam fundidos na CBS, arrecadaram, somados, 4,15% do PIB em 2019.

Privatização dos Correios vira moeda de troca

Dois fatores devem determinar o ritmo da análise do texto: a disposição do governo em promover uma nova dança das cadeiras nos cargos de primeiro escalão e o peso da oposição na eleição da Mesa Diretora da Câmara, que ocorrerá no começo de fevereiro de 2021.

Previdência privada investe em ações promocionais para retomar fôlego

O setor de previdência privada perdeu força devido as incertezas derivadas da pandemia. Com isso, as empresas do setor têm investido em promocionais e de educação financeira, segundo reportagem do Valor.

Nos três primeiros meses de pandemia, as companhias tiveram saldo líquido negativo em suas captações, conforme dados da Anbima.

Os meses seguintes já mostraram recuperação, com destaque para julho, com captação líquida de R$ 12,8 bilhões.

No acumulado do ano até setembro, o saldo está positivo em R$ 22,6 bilhões.

Na pandemia, internet é alvo de reclamações e insatisfação

Muitos de brasileiros estão enfrentando dificuldades para trabalhar, estudar e se divertir na internet. As medidas restritivas impostas pela pandemia fizeram disparar a demanda por conexões residenciais e elevou o tráfego de dados em até 50% em muitas localidades. Isso tem provocado instabilidade nas redes e sobrecarregado a infraestrutura. As informações são do Valor.

O resultado são várias reclamações e insatisfação dos usuários com a disponibilidade dos serviços e a qualidade das conexões.

Brasil foi a maior decepção entre os Brics

O Brasil teve o pior desempenho entre os quatro grandes países emergentes incluídos no histórico trabalho da Goldman Sachs que criou o grupo do Brics – Brasil, Rússia, Índia e China. Com informações do jornal Valor.

Na previsão do Goldman Sachs, o PIB do Brasil deveria ter crescido 101,7% nos últimos 20 anos, mas deve crescer apenas 43,6%, já levando em conta as estimativas do FMI para a recessão deste ano. A Rússia também ficou abaixo das expectativas e cresceu apenas 78,4% no período, bem menos que os 127,3% previstos no trabalho da Goldman Sachs. A China e a Índia superaram as projeções: cresceram respectivamente 425,4% e 229,8%, bem mais que os previstos 249,3% e 206,1%.

BC e Procon pedem explicação sobre cadastro de chaves no Pix

O Banco Central (BC) e o Procon-SP solicitaram explicações aos bancos e fintechs sobre o cadastramento de clientes no sistema de pagamentos instantâneo Pix, conforme reportagem do Valor.

A ação veio após diversas denúncias de cadastros indevidos.

Mercado de controle biológico na agricultura atinge R$ 930 mi

O mercado de controle biológico na agricultura vem aumentando a cada ano no Brasil, impulsionado pela procuura de alternativas complementares ao uso de produtos químicos no combate a pragas. As informaçõe são do jornal Valor.

Na safra 2019/20, o mercado movimentou R$  930 milhões, um aumento de 46% na comparação com a safra 2018/19, conforme dados da Spark Inteligência Estratégica.

Receita encerra dedução por empregado com coronavírus

De acordo com o reportagem do Valor, a Receita Federal informou que acabou o prazo para as empresas deduzirem das contribuições previdenciárias os valores devidos aos empregados nos 15 primeiros dias de afastamento por coronavírus.

Atualização Covid-19

O Brasil teve 271 óbitos confirmados por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas a 154.176. Os novos casos positivados foram 15.383, de um total de 5.250.727.