Acordo deve incluir US$ 200 bi em compras de produtos dos EUA pela China

Cláudia Zucare Boscoli
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução / Pinterest

A fase 1 do acordo comercial de quarta, 15, entre China e EUA, envolverá US$ 200 bilhões em compras de produtos norte-americanos pela China nos próximos dois anos. Esta é a aposta de analistas ouvidos pelo portal Politico.

Eles apostam em quatro principais setores onde esse incremento no comércio se fará mais presente: produtos industrializados, energia, agricultura e serviços.

A meta de compra de manufaturados deverá ser a maior, no valor de US$ 75 bilhões. A China também deve se comprometer a comprar US$ 50 bilhões em energia, US$ 40 bilhões em agricultura e de US$ 35 bilhões a US$ 40 bilhões em serviços.

“Os produtos energéticos são mencionados especificamente na seção ‘Expansão do comércio’ em documento produzido pelo Escritório do Representante Comercial dos Estados Unidos. Portanto, há uma boa possibilidade de ser incluída nos detalhes do acordo da primeira fase”, afirmou o economista-chefe da Moody’s Analytics, Steve Cochrane.

Há dúvidas se a China conseguirá comprar US$ 40 bilhões em produtos agrícolas, como já dito pelo presidente dos EUA, Donald Trump. Mas Rosa Wang, analista da JCI China, se diz “bastante confiante” de que a China poderá cumprir a meta. Ela acredita que as maiores importações serão de soja, seguidas por nozes e frutas, carne de porco, aves, milho, sorgo e derivados do etanol.


Aproveite o atual cenário econômico do Brasil e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Deixe seus dados abaixo e conte com a nossa equipe para lhe ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374