Ações da J.P. Morgan são rebaixadas de “desempenho superior” para “desempenho de mercado”

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/iStock Photos

As ações da J.P. Morgan subiram mais de 37% em 2019, mas os analistas da corretora Keefe Bruyette & Woods (KBW) decidiram, mesmo assim, rebaixar a classificação das ações de “desempenho superior” para “desempenho de mercado”, conforme reportagem divulgada pela CNBC.

A expectativa é que a alta não se mantenha em 2020. A KBW colocou um preço-alvo de US$ 135 nas ações da JP. Na segunda, 9, elas foram negociadas a US$ 134,41.

A corretora afirma que o desempenho superior em 2019 foi “consequência da reavaliação das ações, após a liquidação no final de 2018”.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021