Ações da Apple disparam nos EUA com antecipação do novo iPhone

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Crédito: Reprodução

A possível antecipação do lançamento do iPhone 12 fez as ações da Apple dispararem nos Estados Unidos nesta segunda-feira, 12 de outubro.

Segundo informações da CNBC, os papéis valorizaram 6,35%, caracterizando o maior ganho para a empresa desde o dia 31 de julho.

Na ocasião, de acordo com os dados da bolsa norte-americana, as ações da companhia subiram 10,47%.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões do mercado de Investimentos.

Não perca!

A expectativa em cima do lançamento do novo iPhone é grande, já que a Apple deve revelar nesta terça a primeira grande reformulação do exterior do modelo desde 2017.

Apple projeta mais quatro iPhones

Segundo a CNBC, a Apple deve lançar quatro iPhones, separados em tamanhos de tela e preços diferentes.

Essa será uma nova marca para a empresa, que também pode fazer o lançamento de iPhones com rede celular 5G, que prometem tempos de download mais rápidos.

“Esperamos que o lançamento deste outono seja o evento mais significativo do iPhone em anos”, escreveu Katy Huberty, analista do Morgan Stanley, em nota nesta semana.

Huberty está prevendo que a Apple enviará cerca de 220 milhões de iPhones em seu ano fiscal de 2021.

Esse número representaria um aumento de 22% ano a ano, segundo o modelo do Morgan Stanley.

Muitos proprietários de iPhone também deverão fazer um upgrade, de acordo com a Wedbush Securities.

“Com nossa estimativa de que 350 milhões dos 950 milhões de iPhones em todo o mundo estão atualmente na janela de uma oportunidade de atualização, acreditamos que isso se traduzirá em um ciclo de atualização sem precedentes para a Cook & Co”, escreveram os analistas.

Wall Street e iPhone: longa história

Wall Street também pode estar usando a história como um indicador antes do evento de terça-feira.

As ações da Apple têm uma longa história de desempenho superior nos meses seguintes ao lançamento de seus novos iPhones.

As ações da empresa superaram o S&P 500 em uma média de 13 pontos percentuais nos seis meses após um evento de lançamento do iPhone, de acordo com dados compilados pelo Morgan Stanley.

Os dados da ferramenta de análise de fundos de hedge Kensho mostram que as ações da Apple caíram em média no dia e na semana de um evento de mídia, mas as ações se recuperaram.

Em média, o estoque da Apple está 10,7% maior três meses após o evento.

No geral, as ações da Apple aumentaram quase 70% no acumulado do ano.

Leia também: Quantidade de cotistas na indústria de fundos cresce 13,8% em 2020