Academias de ginástica aproveitam a crise do coronavírus para se reinventar

Daniele Andrade
Jornalista formada pela Universidade Positivo, pós-graduada em Mídias Digitais. Atualmente cursa bacharel em História. Gosta de produzir reportagens sobre política tanto nacional quanto internacional, economia e tecnologia.
1

Crédito: Reprodução Wikimedia Commons

Para evitar os riscos de contágio do coronavírus, uma das medidas adotadas foi o impedimento de aglomerações de pessoas. O segmento de academias de ginásticas foi o primeiro a sentir o impacto, do avanço do Covid-19. Mas, mesmo com o isolamento, algumas empresas conseguiram se reinventar no atendimento a seus clientes. As informações são da Agência Sebrae de Notícias.

Como muitas pessoas tiveram de começar a permanecer em casa, as academias criaram um jeito de manter o contato com o cliente. Possibilitando mantê-los ativos. Surgiu a oportunidade de atrair o público com treinamentos online. “Com as aulas pela rede é possível alcançar outros nichos de mercado que normalmente estavam restritos pela distância”, explica o analista de Competitividade do Sebrae, Geraldo da Costa.

Com a ajuda da internet, Débora Flores, dona da academia Slim Fit Studio continuou mantendo a academia “aberta”. A empresária se reuniu com os professores do local, e decidiram que os alunos não ficariam sem suas aulas. 

Iniciativas das academias em meio ao coronavírus

Por meio da internet, os profissionais passaram a oferecer aulas em vídeo diariamente. Com exercícios que podem ser realizados com utensílios domésticos, como cadeira e cabo de vassoura ou o peso do próprio corpo.

Além dessa iniciativa, a academia passou a oferecer mais treinos do que os contratados pelos alunos. E ainda disponibilizou dois treinos básicos, voltado ao público em geral para incentivar a prática esportiva.

Com os resultados positivos, Débora decidiu investir mais em gravações profissionais, pesquisando sobre plataformas digitais. Para que fosse possível implementar um serviço pago, para a demanda dos novos alunos.

A empresária comentou sobre a ação em meio a crise do coronavírus: “Os alunos não tiveram a interrupção do serviço e receberam os treinos pela internet de forma muito positiva. Eles gostaram e disseram que se sentiram amparados, reconhecendo a responsabilidade da academia. Isso nos estimula a seguir em diante”.

Geraldo da Costa, analista do Sebrae destaca que é muito importante manter a proximidade com os clientes, além de oferecer um serviço diferenciado em momentos de crises. As redes sociais são um dos espaços que têm oferecido essa possibilidade, com a realização de lives. Tanto ao vivo quando gravada. 

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

“Há possibilidade de oferecer aulas de dança, yoga e meditação, que são consideradas práticas e ajudam a aliviar o estresse e a tensão, sentimentos muito comuns neste período”, sugere o analista.