Abrafrigo pede ao governo que pressione OMC contra restrições ambientais

Marcello Sigwalt
null

Crédito: Site Gonzaga Patriota

O governo deve intensificar negociações comerciais e diplomáticas junto à Organização Mundial do Comércio (OMC), no sentido de “demonstrar os equívocos” das restrições ambientais adotadas contra o Brasil pelo Reino Unido, União Europeia e Estados Unidos.

Esse foi o motivo do ofício – encaminhado, nessa segunda-feira, pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), solicitando providências à ministra da Agricultura, Tereza Dias, e aos titulares das pastas da Economia, Relações Exteriores e Meio Ambiente.

Desmatamento e punição

Por conta do desmatamento no país, governos de países consumidores da carne brasileira estão aprovando, como punição, leis que implicam maior controle e certificações mais rigorosas para permitir a entrada do produto nacional naqueles mercados.

Tudo sobre Investimentos em mais de 80 aulas GRATUITAS

A consequência imediata dessa posição, segundo a Abrafrigo, é o risco de “inviabilizar a produção de diversas indústrias e produtores agropecuários”.

Apreensão crescente

Essas medidas, continua a associação – que representa mais de 50% da produção brasileira de carne bovina – “vem causando grande apreensão em diversos setores agroexportadores brasileiros”.

Como exemplo das novas barreiras, a entidade lembrou que, recentemente, o governo britânico abriu consulta pública para formular uma lei que endurece a fiscalização de grandes empresas importadoras de produtos agropecuários “relacionados aos riscos de desmatamento”.

Monitore completamente sua Carteira

‘Efeito dominó’

A preocupação da Abrafrigo é que as medidas restritivas, adotadas pelo Reino Unido, acabem sendo seguidas por outros importantes parceiros comerciais do país, num efeito dominó que pode levar a “perdas incalculáveis ao agronegócio nacional e ao seu comércio exterior”.

A associação lembra, ainda, que o Brasil, a despeito dos entraves levantados no exterior, possui uma das legislações ambientais mais restritivas e rigorosas do mundo, “o que coloca a agropecuária brasileira num patamar superior ao de seus maiores concorrentes internacionais.

 

Faça você mesmo o rebalanceamento de sua carteira de investimentos