Mercados globais operam em queda; Ibovespa futuro recua

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Na manhã desta quarta-feira (30), os mercados globais repercutem negativamente o primeiro debate presidencial dos Estados Unidos.

No Brasil, o Ibovespa Futuro abriu com queda de 0,20%, aos 93.200 pontos, em linha com o exterior.

Na véspera, a bolsa de valores perdeu mais 1,15%, indo a 93.580,35.

Confira principais Ações para investir em Outubro

O mercado ainda está sob o impacto do projeto polêmico do Renda Cidadã, que causou um estrago doméstico ao propor financiamento via Fundeb e precatórios.

Trump vs Biden

O duelo entre Donald Trump e Joe Biden foi marcado por acusações pessoais e interrupções. Biden chegou a mandar Trump calar a boca e o chamou de “palhaço” e “racista”. Trump, por sua vez acusou um dos filhos de Biden de receber dinheiro de políticos russos e de ter sido expulso do Exército por uso de drogas.

A CNBC destacou que os candidatos se revezaram proclamando suas qualificações para conduzir a economia durante a pandemia do novo coronavírus.

Enquanto Trump destacou cortes de impostos favoráveis ​​aos negócios e ganhos no mercado de ações, Biden reforçou sobre a criação significativa de empregos no período em que era vice-presidente no governo Obama.

Trump, por sua vez, afirmou que as altas nos mercados acionários representam mais empregos.

Já Biden acrescentou que durante seu governo, como vice, recuperou a economia e a entregou em expansão para a administração Trump.

Adicionalmente, segue ainda no radar dos investidores qualquer mínimo sinal de avanço nas discussões entre democratas e republicanos sobre o possível novo pacote de estímulos.

Da China vem a notícia de que o Índice dos Gerentes de Compras (PMI na sigla em inglês) industrial de setembro ficou em 53 pontos, pouco abaixo da expectativa por 53,1 de agosto. A informação é da IHS Markit com o grupo de mídia chinês Caixin. As leituras do PMI acima de 50 indicam expansão, enquanto as abaixo desse valor indicam contração.

Remédio contra coronavírus

A empresa americana de biotecnologia Regeneron afirmou ontem que seu coquetel de anticorpos contra o coronavírus reduziu com sucesso a carga viral e o tempo de recuperação de pacientes, não hospitalizados, em estágio inicial do tratamento. A medicação ainda está na fase um de testes. Foram analisados 275 pacientes.

Indicadores

Hoje será divulgada a leitura final do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no segundo trimestre. A projeção é de queda de 31,7%. No trimestre anterior, o tombo foi de 5%.

Também será divulgada a pesquisa ADP, considerada uma prévia do payroll (folha de pagamentos oficial dos EUA) que sai na sexta (2).

Destaques no Brasil

No Brasil, segue em destaque a repercussão negativa da proposta do Renda Cidadã no mercado.

Hoje, o Supremo Tribunal Federal (STF) decide sobre a venda das refinarias da Petrobras (PETR3; PETR4). Já são três os votos a favor do impedimento.

A votação acontece porque o Senado encaminhou ao STF uma suspeita de que o governo estaria fazendo uma manobra para vender estatais sem necessidade de aval do Congresso ou licitação.

Hoje tem ainda divulgação de dois indicadores de empregos Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua).

Veja as cotações às 9h00:

Mercados futuros de Nova York

  • S&P: -0,56%
  • Nasdaq: -0,65%
  • Dow Jones: -0,62%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: -0,39%
  • FTSE, Reino Unido: -0,16%
  • CAC, França: -0,41%
  • FTSE MIB, Itália: -0,25%
  • Stoxx 600: -0,17%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: -1,50%
  • Xangai, China: -0,20%
  • HSI, Hong Kong: +0,79%
  • ASX 200, Austrália: -2,29%
  • Kospi, Coreia: +0,86%

Petróleo

  • WTI (novembro 2020): US$ 38,94 (-0,89%)
  • Brent (dezembro 2020): US$ 40,41 (-1,51%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2020): US$ 1.890 a onça-troy (-0,68%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian, China: US$ 118,72 (+5%)