Ibovespa opera em alta, em linha com Nova York

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/B3

O Ibovespa opera em alta de 0,23%, aos 124.275,82 pontos.

Por aqui, a taxa de desemprego do país, medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, subiu de 14,4% para 14,7% no trimestre encerrado em março, em linha com a projeção do mercado.

Os dados positivos das contas do Governo Central, com superávit de R$ 16,4 bilhões contra previsão de R$ 8,5 bilhões, ajudam a reforçar a percepção de melhora dos riscos fiscais no curto prazo.

Entram neste cenário a perspectiva de crescimento maior que o esperado, com sucessivas revisões em alta do PIB deste ano, e maior arrecadação, e também a expectativa de melhora significativa das contas externas, que têm previsão de superávit de US$ 14 bilhões este ano, nos cálculos do Citi.

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

O superávit primário de R$16,4 bi no mês de abril foi melhor que o esperado pelo mercado R$ 10,3bi e pelo BTG Pactual, R$11,5bi. O resultado do governo central é o maior para o mês de abril desde 2014.

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

O superávit do governo central no ano, até abril, é de R$ 41,0 bilhões, reflexo da evolução da arrecadação e a redução dos gastos com covid-19 no início de 2021.

Nos doze meses encerrados em abril, o resultado primário do governo foi deficitário em R$ 646 bilhões, equivalente a 7,9% do PIB.

Segundo o time Macro Research do BTG Pactual digital, o resultado elevado nesse período ocorreu devido às diversas medidas de manutenção da renda da sociedade, que foi impactada pelas restrições de mobilidade social utilizadas para conter os efeitos da crise sanitária do Covid-19. Contudo, já é possível perceber uma melhora no resultado primário acumulado.

Na comparação com abril de 2020, a receita total cresceu em 52,2%, decorrente da elevação atípica na receita administrada pela Receita Federal, consequência da forte arrecadação de impostos, com destaque para alta em COFINS (124,8%), IPI (59,7%), CSLL (32,4%) e Imposto de Renda (29,6%).

As despesas registraram uma queda de 34,3%, consequência do atraso da aprovação do Orçamento e a redução de gastos com a pandemia, como os discricionários (-38,4%) e créditos extraordinários (-73%). Contudo, vale ressaltar que, na comparação mensal, os créditos extraordinários cresceram (129%), impulsionado pelas novas medidas de isolamento social e a necessidade de uma nova rodada de Auxílio Emergencial.

De acordo com o time de economistas, apesar do impacto negativo das medidas mais restritivas de distanciamento social, as receitas públicas seguem surpreendendo positivamente, resultado de uma combinação entre atividade econômica acima do esperado, aceleração da inflação, depreciação cambial e bom desempenho do setor de commodities.

Já o Índice de Confiança da Indústria, medido pela FGV, subiu 0,7 ponto em maio, chegando a 104,2 pontos. A confiança aumentou levemente, influenciada pela expectativa quanto aos próximos meses. A percepção quanto à situação atual, no entanto, segue piorando.

No radar do investidor seguem as discussões quanto à privatização da Eletrobras, Reforma Administrativa, Reforma Tributária, projeto do novo Bolsa Família e prorrogação do auxílio emergencial no caso de piora da pandemia – vale lembrar que São Paulo adiou a flexibilização das restrições, já de olho em possível avanço da doença em junho.

Na CPI da Covid, fala hoje o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, aborda a demora na compra de vacinas pelo governo federal.

Destaques no Exterior

O destaque desta quinta-feira (27) é o Produto Interno Bruto (PIB) americano. Na segunda leitura prévia do primeiro trimestre, o PIB subiu a uma taxa anual de 6,4% no primeiro trimestre de 2021. O resultado veio em linha com a primeira prévia, mas ficou abaixo da projeção do mercado, que era por 6,5% de alta.

Já os novos pedidos de seguro-desemprego, também divulgados hoje, ficaram em 406 mil, quando o mercado aguardava 425 mil. Na semana anterior, foram 444 mil. Este é o nível mais baixo para reivindicações iniciais desde 14 de março de 2020, antes da pandemia, quando as reivindicações somavam 256 mil. E a terceira semana em que os pedidos ficam abaixo de 500 mil. O que sinaliza uma retomada do mercado de trabalho – e deve reacender as discussões sobre alta inflacionária e possíveis mudanças nas decisões de estímulos do Federal Reserve (Fed), o que afeta diretamente os investimentos.

Ontem (26), mais um representante do banco central americano voltou a falar em inflação transitória e demora para a retirada dos estímulos e redução da compra de títulos. Segundo o vice-presidente do Fed, Randal Quarles, as expectativas de inflação são voláteis e não devem preocupar se subirem por alguns trimestres. Disse ainda que a redução na compra de títulos só deve acontecer diante da retomada do emprego.

Outro tema que pede atenção é apresentação no Congresso de uma contraproposta republicana ao pacote de infraestrutura do presidente Joe Biden. O plano deve ser de US$ 1 trilhão. Biden queria, a princípio, US$ 1,9 trilhão, mas se disse aberto à negociação.

Veja as cotações às 15h41:

Mercados Nova York

  • S&P: +0,07%
  • Nasdaq: +0,02%
  • Dow Jones: +0,25%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: +0,04%
  • FTSE, Reino Unido: -0,02%
  • CAC, França: +0,91%
  • FTSE MIB, Itália: +0,78%
  • Stoxx 600: +0,37%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: -0,33%
  • Xangai, China: +0,43%
  • HSI, Hong Kong: -0,18%
  • ASX 200, Austrália: +0,03%
  • Kospi, Coreia: -0,09%

Petróleo

  • Brent (julho 2021): US$ 68,48 (-0,57%)
  • WTI (julho 2021): US$ 65,94 (-0,41%)

Ouro

  • Ouro futuro (junho 2021): US$ 1.895,80 (-0,28%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian: US$ 164,14 (+1,11%)

*Com BDM Online e BTG Pactual

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.