Ibovespa segue em alta; NY opera mista

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/B3

O Ibovespa opera em alta de 2,09%, aos 114.738,89 pontos, tentando se recuperar da queda de ontem. Os mercados globais operam no negativo nesta terça-feira (23).

Segue a crise de confiança aberta no mercado com a intervenção do presidente Jair Bolsonaro na Petrobras (PETR3 PETR4). A estatal perdeu R$ 100 bilhões de valor de mercado, as ações caíram mais de 20% e a bolsa de valores derreteu 4,87% ontem (22), voltando aos 112 mil pontos.

A indicação de Bolsonaro de um novo presidente para a empresa, o general Joaquim Silva e Luna (atual diretor da Itaipu Binacional), respingou também em outros papéis, como BR Distribuidora (BRDT3), Eletrobras (ELET3 ELET6) e Banco do Brasil (BBAS3), só para citar os mais afetados.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a soluções customizadas de acordo com seu perfil

Com a sangria de ontem, a bolsa acumula perda de 2,09% em fevereiro e de 5,33% no ano.

O dólar, por sua vez, sobiu ontem impulsionado pelo risco intervencionista. Mas hoje fechou em baixa de 0,21%, a R$ 5,4422,

Após abertura sob pressão, quando atingiu a máxima de R$ 5,4841, o dólar firmou tendência de queda, até a mínima de R$ 5,4096, para fechar a R$ 5,4422 (-0,21%), informa o BDM Online.

Mas há uma luz no fim do túnel. Para o analista político da Arko Advice, Murillo de Aragão, a indicação do general Joaquim Silva e Luna, apesar de ter sido feita da maneira errada, pode ser positiva para a empresa.

Em live daEQI Investimentos, ele ressaltou que o general foi ministro da Defesa e indicado para Itaipu, empresa relevante por gerar parte da energia no Sudeste e no Sul, mas que não tem a mesma atenção do mercado por ser de capital fechado.

“(General) Luna e Silva é um bom nome. Mas o fato dele ser um bom nome para CEO da Petrobras não elimina o desconforto da forma como foi feita a substituição (de Castello Branco)”, disse. “Se o caso fosse encaminhado de outra maneira, poderia ter sido diferente”, acrescentou.

Em decreto publicado nesta terça no Diário Oficial, Jair Bolsonaro exige que posto de gasolina informe em painel a composição de tributos que incidem no preço do combustível.

Compensações a caminho

Para compensar a crise na Petrobras, o governo diz já ter finalizada uma medida provisória (MP) para acelerar a privatização da Eletrobras (ELET3 ELET6).

E o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a aprovação da reforma administrativa acontece ainda no primeiro semestre.

Temporada de balanços

Hoje, tem divulgação dos resultados do quarto trimestre de 2020 para Pão de Açúcar (PCAR3), Smiles (SMLS3), Vivo (VIVT4), Unidas (RENT3), e Movida (MOVI3).

Clique aqui para conferir a agenda completa da temporada de balanços.

Em indicadores, o IPC-S variou 0,34% e fica estável em comparação a divulgação anterior (0,35%).

Destaques no Exterior

Em discurso ao Senado, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, reafirmou que a inflação não preocupa e que a política acomodatícia ficará por um longo tempo.

Os investidores continuam atentos também aos rendimentos do Tesouro americano, que seguem subindo, ligando o alerta de risco de alta nos juros. A alta também sugere perdas para o mercado acionário, com uma provável migração para a renda fixa.

Ontem (22), o Comitê Orçamentário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou a favor de avançar com o projeto de lei para um pacote de ajuda de US$ 1,9 trilhão, diante da pandemia da covid-19. A medida foi avalizada por 19 votos a 16 e segue para o Comitê de Regras da Câmara, onde pode ser alterada.

Na Europa, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que deve encerrar o lockdown por completo em junho.

Também de lá vem a informação de que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da zona do euro subiu 0,9% em janeiro na base anual e 0,2% em janeiro ante dezembro. A alta veio dentro das expectativas. 

Ainda, o HSBC, maior banco da Europa, teve lucro líquido de US$ 3,90 bilhões em 2020, com queda de 35% em relação a 2019.

Veja as cotações às 17h10:

Mercados de Nova York

  • S&P: +0,28%
  • Nasdaq: -0,45%
  • Dow Jones: +0,27%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: -1,44%
  • FTSE, Reino Unido: -0,64%
  • CAC, França: -0,38%
  • FTSE MIB, Itália: -1,50%
  • Stoxx 600: -1,24%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: fechado por feriado
  • Xangai, China: -0,17%
  • HSI, Hong Kong: +1,03%
  • ASX 200, Austrália: +0,86%
  • Kospi, Coreia: -0,31%

Petróleo

  • Brent (abril 2021): US$ 65,01 (-0,35%)
  • WTI (março 2021): US$ 61,31 (-0,63%)

Ouro

  • Ouro futuro (abril 2012): US$ 1.800,80 (-0,42%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian: US$ 171,34 (-2,94%)