Ibovespa abre em alta, mercados globais estão mistos

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

O Ibovespa abriu em alta, mas opera em baixa próximo às 12h15. O índice recua 0,24%, aos 104.156 pontos.

A questão fiscal segue no foco dos investidores, depois que o presidente Jair Bolsonaro prometeu encaixar reajuste aos servidores públicos no Orçamento de 2022, o que aumenta as dúvidas quanto à aprovação da PEC dos Precatórios – que abriria brecha para o pagamento do Auxílio Brasil, mas também para decisões com foco nas eleições do ano que vem. 

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A Secretaria de Política Econômica (SPE) publicou nesta quarta-feira (17) seu Boletim Macrofiscal, com projeções para os principais indicadores para o país. O governo federal reduziu para 5,1% sua estimativa para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2021, ante 5,3% projetados no boletim anterior, de setembro.

Para 2022, a projeção foi cortada para 2,10%, ante 2,50% de setembro. A partir de 2023, a expectativa é de crescimento de 2,5% ao ano.

A SPE mantendo a estimativa do PIB de 2022 acima dos 2% contrasta com a visão do mercado, captada pelo último Boletim Focus, que já aponta PIB a 0,93% no ano que vem. O deste ano também: para o mercado, o PIB deve ser de 4,88%, ao passo que para a SPE, de 5,1%.

Projeções para o PIB

PIB

Reprodução/SPE

No campo da saúde, o governo anunciou a terceira dose da vacina contra Covid-19 para todos os adultos. O BTG Pactual (BPAC11) projeta, em cenário otimista, que até o final do ano 80% da população já terá algum grau de imunização. Até o dia 15 de novembro, o porcentual era de 77,1%.

Expectativa de vacinação da população, com ao menos uma dose

vacinação

Reprodução/BTG

Temporada de balanços 3TRI21

Eletrobras  (ELET6; ELET3) tem queda de 65% no lucro líquido do 3TRI21, com R$ 964,5 milhões.

Invepar (IVPR3; IVPR4) amplia prejuízo líquido em 30%, com R$ 531,4 milhões.

Dimed (PNVL3) aumenta lucro em 2,5%, com lucro líquido ajustado de R$ 20,3 milhões. 

Mosaico (MOSI3) reporta queda de 80,6% no lucro líquido, com R$ 2,1 milhões.

Espaço Laser (ESPA3) reporta lucro líquido ajustado de R$ 19 milhões, revertendo prejuízo de R$ 10,6 milhões no 3TRI20.

Grupo Soma (SOMA3) tem alta de 342% no lucro líquido ajustado, com R$ 96,5 milhões.

Gafisa (GFSA3) reporta lucro de R$ 6,1 milhões, revertendo prejuízo de R$ 56,4 milhões no 3TRI20.

Maxion (MYPK3) lucra R$ 177 milhões, revertendo prejuízo de R$ 18,8 milhões. 

Bluefit (BFFT3) tem alta de 88% no prejuízo líquido, com R$ 6,9 milhões. 

Méliuz (CASH3) reverte lucro em prejuízo de R$ 2,95 milhões.

Oncoclínicas (ONCO3) tem lucro líquido ajustado de R$ 47,3 milhões. 

Viveo (VVEO3) lucra R$ 61,25 milhões. 

Boa Safra (SOJA3) tem lucro de R$ 88 milhões.

Desktop (DESK3) registra R$ 12 milhões de lucro.

ClearSale (CLSA3) reverte lucro e tem prejuízo de R$ 45 milhões. 

Cruzeiro do Sul (CXSE3) tem queda de 55% no lucro do 3TRI21.

Hidrovias (HBSA3) tem prejuízo de R$ 66,9 milhões no 3TRI21.

Mercados do exterior

Os mercados globais operam mistos, em dia de agenda esvaziada. 

Na zona do euro, o Índice de Preços ao Consumidor subiu 0,8% em outubro na comparação mensal e 4,1% na anual. No Reino Unido, os preços ao consumidor subiram 4,2% na base anual, acima da estimativa de 3,9%.

Elon Musk segue cumprindo a promessa de vender 10% das ações da Tesla e liquidou ontem 934 mil ações, equivalentes a US$ 973 milhões. No total, já foram vendidas 8,16 milhões de ações desde 8 de novembro.

Mercados de Nova York

  • Dow Jones: -0,35%
  • S&P: -0,21%
  • Nasdaq: -0,14%

Mercados Europa

  • DAX, Alemanha: +0,06%
  • FTSE, Reino Unido: -0,39%
  • CAC, França: +0,12%
  • FTSE MIB, Itália: 0%
  • Stoxx 600: +0,10%

Mercados Ásia

  • Nikkei, Japão: -0,40%
  • Xangai, China: +0,44%
  • HSI, Hong Kong: -0,25%
  • ASX 200, Austrália: -0,68%
  • Kospi, Coreia: -1,16%

Petróleo

  • Brent (dezembro 2021): US$ 80,05 (-0,88%)
  • WTI (novembro 2021): US$ 81,93 (-0,61%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.866,30 (+0,66%)

Minério de ferro

  • Bolsa de Dalian: US$ 84,46 (-1,01%)