A política do BCE de juros baixos corre risco de se tornar contraprodutiva, diz Knot

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 8 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Certificações: CPA-10, CPA-20 e AAI. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Foto: política-monetária-bce

Nesta segunda, Klass Knot, membro do Conselho do BCE afirmou que a política monetária ultrafrouxa pode se tornar contraprodutiva.

“Eu não tenho uma bola de cristal, mas não posso descartar que o ambiente atual de juros baixos pode durar mais cinco anos”, disse Knot ao jornal holandês De Volkskrant.

“Isso me preocupa, porque taxas de juros temporariamente baixas são algo bastante diferente de juros persistentemente baixos.”

O presidente do banco central holandês afirma que as taxas de juros baixas levam aos investidores a correr riscos excessivos. Além disso, as novas gerações se vêem obrigadas a continuar ampliando suas poupanças.

“De uma perspectiva macroeconômica, isso seria indesejável”, disse Knot. “E também é um exemplo de como nossa política de juros baixos pode eventualmente dar um tiro no pé. Se as pessoas começarem a poupar mais em resposta aos juros baixos, isso vai acrescentar pressão de baixa sobre a inflação.”

Knot é crítico ferrenho da política monetária ultrafouxa praticada pelo Banco Central Europeu. Ademais, neste ano, disse que os estímulos são desproporcionais ao necessário.