5 coisas para saber antes de começar a investir em fundos imobiliários

Regiane Delfino Medeiros
null
1

Crédito: Sebastian Wagner por Pixabay

Com a retomada do crescimento econômico e o aquecimento no setor da construção civil, os Fundos imobiliários (FII) têm se mostrado uma opção cada vez mais interessante para investir.

De acordo com dados da B3, somente este ano, dobrou o número de investidores em fundos imobiliários.

Sendo que boa parte desse movimento foi motivada pela redução da Selic. Neste caso, como investir na renda fixa já não está valendo a pena, muita gente migra para o FII em busca de rentabilidade maior.

Mas para quem tem interesse e ainda não investiu em FII, selecionamos 5 coisas que você precisa saber antes de começar a investir:

1. O que são Fundos imobiliários?

O FII pode ser entendido como a captação de recursos financeiros para aplicar em ativos relacionados ao mercado imobiliário.

Além disso, todo FII é fechado, ou seja, só começa a funcionar com uma cota mínima definida no prospecto.

Quanto ao prazo de duração, ele pode ser determinado ou como a grande maioria ou por prazo indeterminado.

Já no que se refere aos lucros, é possível ganhar por dois caminhos: Valorização do papel ou rendimentos decorrente dos aluguéis, que são distribuídos aos cotistas geralmente em intervalos mensais.

2. Quais são os tipos de fundos imobiliários?

  • Fundos de Tijolo: são assim chamados por terem em sua carteira ativos físicos, como prédios comerciais, galpões logísticos, shoppings;
  • Fundos de Papel: os ativos são compostos, em sua grande maioria, por títulos de recebíveis imobiliários como CRI e LCI;
  • Fundos de Fundos (FOFs): que investem o seu portfólio em cotas dos fundos de tijolo e de papel;
  • Fundos Híbridos: Em sua carteira estão produtos que compreendem a base dos fundos mencionados acima.

3. Como comprar FIIs?

O FII pode ser adquirido no mercado primário, entrando em contanto direto com a corretora ou o banco que está vendendo.

Além disso, pode ser adquirido também no mercado secundário, através do Home Broker da corretora de valores onde o investidor tiver conta.

4. Vantagens e Desvantagens de investir em FIIs

VANTAGENS

  • Permite ao investidor aplicar em ativos relacionados ao setor imobiliário sem necessariamente precisar comprar um imóvel;
  • Segurança de um imóvel aliado a liquidez de um título mobiliário;
  • É um produto acessível do ponto de vista financeiro, diferente de um imóvel que exige alto desembolso financeiro. É possível encontrar quotas de FII com valor inferior a R$ 10,00;
  • Diversificação em diferentes tipos de ativos do mercado imobiliário (ex.: shopping centers, hotéis, etc.);
  • As receitas geradas pelos imóveis ou ativos detidos pelo fundo são periodicamente distribuídas aos cotistas;
  • Gestão profissional.

DESVANTAGENS

  •  Os FIIs, assim como qualquer ativo da renda variável, estão constantemente sujeitos ao risco de desvalorização do mercado. Como por mudanças na demanda por imóveis e variações na taxa de juros que podem derrubar o preço das cotas e prejudicar o investimento;
  • Dependendo do fundo a ser escolhido, ele pode apresentar baixa liquidez. Isso pode tirar a liberdade do investidor de sair de um fundo quando bem desejar;
  • Os FIIs podem sofrer com problemas de vacância. Em outras palavras, não é garantido que todos os imóveis do fundo serão alugados, o que pode comprometer  a receita dos aluguéis, afetando também o rendimento pago aos cotistas;
  • Mesmo os FIIs mais rentáveis estão sujeitos à volatilidade, então se este é um dinheiro que você pode precisar no curto prazo, não invista em FIIs.

5. Tributação do Fundo

A taxação do Imposto de Renda ocorre quando há a venda de cotas valorizadas, no percentual de 20% sobre o ganho de capital.

Já sobre os rendimentos dos aluguéis, não há cobrança de imposto

Leia mais:

Que tal investir o seu 13º salário (ou parte dele)?

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.