3R Petroleum (RRRP3) e Aeris (AERI3) precificam ações do IPO

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Aeris

A 3R Petroleum (RRRP3), especializada na operação de campos maduros de petróleo, precificou nesta segunda-feira (9) sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) a R$ 21,00, abaixo da faixa indicativa de preço de R$ 24,50 a R$ 31,50 por papel.

A companhia levantou R$ 690 milhões com a emissão de novas ações, recursos que serão usados para adquirir mais campos de petróleo da Petrobras (PETR4), pagar por aquisições já feitas e ampliar a posição de caixa no polo de Macau.

A Aeris definiu preço de R$ 5,55 por ação e movimentou R$ 1,13 bilhão na operação. Dessa cifra, R$ 834,6 milhões vão para o caixa da companhia e o restante para acionistas vendedores.

Tio Huli, EconoMirna, Natalia Dalat e outros tubarões do mercado de Investimentos.

Não perca!

A faixa indicativa de preço era de R$ 6,50 a R$ 8,10 por ação, mas a fabricante de pás preferiu reduzir o piso a postergar a oferta.

As ações da fabricante de pás para aerogeradores começam a ser negociadas na bolsa amanhã (11). Enquanto os papéis da 3R Petroleum estreiam no dia 12 de novembro, quinta-feira.

3R Petroleum

A empresa do setor de petróleo e gás, 3R Petroleum é o resultado da incorporação da sociedade 3R pela OPOG.

A companhia é um player estratégico do setor de óleo e gás com foco em redesenvolvimento de campos maduros.

Segundo o prospecto, “Redesenvolver, Revitalizar e Repensar” são os pilares que norteiam sua estratégia de  incremento de produção e reservas em campos maduros e que subsidiam a meta de se tornar uma grande companhia petrolífera privada e independente, com escala no Brasil e na América Latina.

Conforme a 3R, seu plano de negócios é baseado em crescimento por meio do redesenvolvimento de seu portfólio atual.

A companhia também pretende investir em oportunidades atreladas ao plano de desinvestimento de ativos em curso pela Petrobras.

Aeris

A Aeris é um dos principais produtores brasileiros e globais de pás para aerogeradores para os principais fabricantes mundiais de turbinas produtoras de energia eólica (OEM).

A companhia possui duas unidades industriais com capacidade de produção anual total de mais de 4.000 mil pás
em 2020, sendo que a partir de 2018 começou a exportar grande parte da sua produção.

A Aeris apresentou forte histórico de execução, atendendo os principais fabricantes de turbinas eólicas do mundo.

Dentre os quatro maiores fabricantes globais, excluindo o mercado chinês, a companhia possui relacionamento com todos.

A Aeris atingiu expressivos 68% de participação do mercado nacional, considerando os projetos eólicos já contratados para os próximos anos, e aproximadamente 7% de market share global, desconsiderando o mercado chinês.

O principal acionista é o Alexandre Funari Negrão, com 70,29% das ações da companhia. Seguido de Vera Sarnes Negrão e Alexandre Sarnes Negrão, com 4,95% cada um.

O lucro líquido foi de R$ 88,7 milhões em 2019, contra R$ 116,6 milhões de 2018.

A receita líquida atingiu R$ 861,2 milhões em 2019 e R$ 681,7 milhões em 2018.

Conforme a Aeris, o montante levantado será destinado à expansão da capacidade produtiva da empresa e modernização.